“Pornografia: a morte do amor”

303ª Sessão Ordinária – trabalho científico do acadêmico do 1º ano de Filosofia, Gabriel Hudson Souza de Oliveira, intitulado: “Pornografia: a morte do amor”.

Em seu trabalho, o acadêmico faz uma leitura atual da pornografia como agente de vício. Baseando-se em pesquisas, depoimento e experiências fez uma análise do histórico sobre a evolução da pornografia até o modo de consumo massivo hodierno, e sendo os jovens o público mais vulnerável, devido o advento da internet. O mesmo assume de o tema ser sensível e delicado a ser tratado, mas a fuga a essas discussões, afirma ele, são fomento para a propagação do mal. Ele enfatiza a pornografia como um vício, que tem consequências desastrosas na vida humana, e traz algumas soluções até então propostas. É um assunto que deve ser discutido! É um diálogo necessário nas escolas, nas casas, nos grupos jovens e nos mais diversos ambientes da sociedade, que infelizmente está acostumada ao consumo de pornografia corriqueiramente, que tem a pornografia como um segredinho indiscreto, que tem destruído pessoas de dentro para fora. O acadêmico, então, afirma como solução à pornografia o título de seu trabalho, mas não mais sendo a pornografia: a morte do amor, mas sim, o “Amor: a morte da pornografia”.

Para visualizar a íntegra do trabalho clique aqui!

Assista à apresentação:

compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: